Conheça 8 indicadores de desempenho logístico para avaliar seu negócio

Conheça 8 indicadores de desempenho logístico para avaliar seu negócio - CargOn

Indicadores de desempenho logístico, Indicadores Chave de Desempenho, Key Performance Indicator ou KPIs… independentemente do nome, a função é a mesma: apresentar métricas do seu negócio que permitam que os desempenhos da empresa sejam avaliados e melhorados.

Essas estratégias podem ser feitas em empresas de qualquer setor e porte, mas falando especialmente dos indicadores de desempenho logístico, eles são capazes de levantar métricas como:

  • Tempo de atraso das entregas;
  • Tempo de ciclo do pedido;
  • Pedidos sem incidentes no caminho;
  • Tempo médio de entrega;
  • Custo de entrega dos produtos.

A lista de indicadores de desempenho logístico é infinita, pois depende muito da área que se pretende avaliar o desempenho, como o estoque, transporte, materiais e afins.

Neste artigo, fizemos uma seleção dos principais indicadores de desempenho logístico usados para acompanhar o desempenho de empresas, focando principalmente em serviços, custos e tempo de trabalho.

O que são indicadores de desempenho logístico?

A logística ideal de uma empresa é aquela que entrega o produto para o cliente em um curto prazo, na data combinada e com a carga em perfeito estado. O alcance dessa meta só é possível com todas as áreas internas em perfeito funcionamento. E para ter certeza de que isso está acontecendo, é necessário fazer um monitoramento.

É justamente nesse monitoramento que entram os indicadores de desempenho logístico, possibilitando uma análise quantitativa, ou seja, em dados claros e objetivos, sobre o andamento de todas as partes da logística.

Os indicadores de desempenho logístico apresentam quais os pontos do processo de distribuição que são fortes e quais precisam ser melhorados, impactando também várias áreas da empresa além da logística, como o financeiro e o marketing.

Abaixo, fique por dentro de alguns indicadores de desempenho logístico para implantar em seu negócio!

Principais indicadores de desempenho logístico

1) Pedidos completos e no prazo (One time in full)

Considerado um dos indicadores de desempenho logístico mais importantes e popularmente chamado de OTIF, ele é responsável por medir os prazos cumpridos e a eficiência da entrega se tratando de local correto, carga completa e sem avarias.

Um dos principais dados desse indicador são relacionados a quantos dos pedidos feitos foram entregues dentro do prazo. Se o indicador é baixo, então significa que existem problemas no seu processo de atendimento de pedidos que precisam ser solucionados.

Para medir essa parte da operação, é preciso ter em mãos algumas informações atualizadas, como a data e hora do processamento do pedido e previsão de entrega ao consumidor.

O cálculo desse processo é: número de entregas dentro do prazo ÷ número total de entregas * 100

2) Tempo de atraso das entregas

Medindo o tempo de atraso das entregas de sua empresa, é possível identificar quais são os problemas que estão levando a essa falha e pensar em estratégias que deem um ritmo adequado ao envio das cargas.

Lembrando que atrasos impactam negativamente o cliente final, que pode desconsiderar fazer uma segunda compra em sua empresa por conta dessa falha. Uma das soluções mais práticas nesse caso é alterar as datas de entrega estimadas para algo mais realista, não criando falsas expectativas.

3) Tempo de ciclo do pedido

Esse é um dos indicadores de desempenho logístico que considera o tempo que um pedido levou para ser concluído. Também conhecido como Lead Time, seu prazo conta desde quando ele foi colocado no sistema pelo usuário, até a entrega e recebimento pelo cliente.

Por abranger todo o processo, esse indicador consegue identificar falhas internas, como falta do produto no estoque, ou falhas externas, como atrasos no transporte.

4) Pedidos sem incidente no caminho

Conhecido como Perfect Order Rate, esse indicador apresenta dados da quantidade de produtos que foram processados, enviados e entregues sem incidentes, como atrasos e avarias ao longo do trajeto.

Com ele, você consegue medir sua cadeia de suprimentos. Então se sua taxa de POR for alta, comemore, pois quanto maior ela for, melhor para sua empresa, afinal, você estará entregando exatamente o que o cliente espera, criando credibilidade e aumentando as chances dele voltar a comprar com você!

5) Tempo médio de entrega

O rastreio do tempo necessário para que um pedido seja preparado para chegar ao seu destino final é medido através do indicador de tempo médio de entrega, que considera desde quando pedido é feito até quando ele chega no cliente.

Aqui é possível oferecer prazos mais precisos de suas entregas, dizendo, por exemplo, que o pedido chegará entre 5 e 6 dias úteis, ao invés de dizer que chegará entre 1 e 6 dias úteis. Notou a diferença?

6) Indicador das notas de transporte

Valor incorreto em notas e falta de informações para gerar notas são algumas falhas que podem ocorrer ao fazer emissões de notas de transporte, atrapalhando o restante da logística de um produto.

Identificar o percentual dessas notas com erros dá a chance de verificar o retrabalho na parte de documentos fiscais, bem como o pagamento de tributos por nota fiscal.

7) Acuracidade do Inventário

Esse indicador permite medir a diferença entre produtos que estão no estoque e a informação sobre esses produtos que consta em seu sistema de controle de estoque.

Para chegar a essa métrica, é necessário contar todos os itens que estão no estoque físico e depois os comparar com os dados no sistema de controle de estoque.

O cálculo desse processo é: quantidade física do item * 100 ÷ quantidade do item no sistema.

8) Custos do transporte

O custo do transporte envolve todas as despesas que são geradas desde que o pedido foi feito até o momento da entrega ao cliente final.

Para chegar a esses dados, primeiro é preciso dividir os custos em:

  • Processamento de pedidos;
  • O administrativo;
  • O estoque;
  • O armazenamento;
  • Custos reais de transporte.

A partir destes levantamentos, é possível avaliar a porcentagem representada em cada etapa do processo e analisar se está tudo de acordo.

Se a ideia é avaliar apenas o custo de transporte de um item, veja a receita que ele gera e compare com os custos do transporte para o entregar.

Agora que você já sabe mais sobre indicadores de desempenho logísticos, que tal os colocar em prática em sua empresa?

Você pode contar os serviços da CargOn para favorecer os resultados de sua empresa com base nos indicadores. Entre em contato conosco clicando aqui e inicie uma conversa com nosso time!

-> O propósito da CargOn é facilitar a logística para as pessoas.

-> Conheça nossas soluções e o que podemos fazer por você e seu negócio.

-> Baixe nosso app na Play Store e App Store!

Compartilhe essa postagem

Deixe aqui seu e-mail

Enviaremos novidades e atualizaçãoes sobre o mundo logístico

Mais em nosso blog