Custos Logísticos: a diferença entre gastos e investimentos

Custos logísticos - CargOn

Dentre a redução de custos, perdas e gastos, é importante entender quais são as diferenças dentro da sua operação. Otimizar custos logísticos é um grande desafio dentro das organizações, por isso, é necessário entender quais são os principais custos e como otimizar, seja com corte de gastos ou novos investimentos, segue com a gente!

A redução de custos é buscada por várias empresas, seja no setor operacional, de tecnologia e administrativo. O orçamento de cada área pode ser otimizado pensando sempre em uma melhora na entrega, e na logística não seria diferente, já que gastos podem ser identificados em diversas etapas da logística.

Desde a indústria até a entrega para o cliente final, toda operação deve ser bem dimensionada para que, além da entrega rápida, também tenhamos o melhor custo na entrega, por isso é necessária uma gestão eficiente do setor. Mas antes, você sabe qual a fatia dos custos logísticos nas empresas?

Os custos logísticos no faturamento das empresas e PIB

Os custos logísticos nada mais são do que a soma geral dos gastos com estoque, armazenagem, transporte e administrativo. Esses custos representam cerca de 12,7% do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil, índice que mede toda a riqueza produzida no país, equivalente a cerca de R$ 749 bilhões de toda receita. Esses dados são de uma pesquisa realizada pela Ilos, especialistas em estudos de logística e supply chain.

Quando consideramos as empresas, os custos com logística somam cerca de 7,6% da receita líquida, e, sem uma boa gestão, esses custos podem ainda ser maiores, dependendo da atuação e necessidade do transporte de cargas da sua indústria.

Os 4 principais custos logísticos

Consideramos então a composição dos custos logísticos para detalhar os principais pontos que devemos ter atenção na hora do estudo na redução de custos, já que as fatias com mais participação, devem ter uma maior atenção, pois os gastos podem ser exponenciados na sua operação logística. Por ordem de prioridade, na composição dos custos logísticos, temos:

1) Transporte de cargas

Responsável pela fatia de 6,8% do PIB (R$ 401 bilhões), o transporte de cargas é o mais expressivo dentre os custos listados. Isso se dá pelo transporte rodoviário ser o mais presente na logística do Brasil, e, devido a infraestrutura das estradas do país, esse custo acaba sendo maior entre os outros.

Quando nos deparamos que apenas 12,3% das estradas são pavimentadas, vemos a precariedade desse modal que é mais presente em todo transporte de cargas, representando 65% de todo deslocamento da produção por caminhões.

2) Aquisição e estoque

A indústria precisa de matéria-prima e insumos para a produção de bens de consumo. O produto que é gerado, a partir disso é o estoque de mercadorias que a indústria possui. Sem uma boa gestão de pedidos, entrada de materiais e escoamento de cargas, o estoque pode ficar muito maior do que o necessário, havendo grandes custos com a armazenagem.

Ainda, o cenário mundial econômico pode interferir justamente no custo da aquisição de matérias, por isso a gestão de custos logísticos aqui é essencial.

3) Armazenagem de produtos

Sem a gestão de aquisição e estoque, a armazenagem pode sofrer com alto fluxo de mercadorias e, sem um escoamento devido, é necessário grandes espaços, reorganizações ou até locação de novos espaços para comportar a produção.

Ainda, é necessário adequar a armazenagem a necessidade da sua mercadoria, bem como a organização do espaço para que não haja grandes movimentações na hora de obter algum item armazenado para evitar perdas de produtos.

Uma boa estratégia para isso é a logística cross-docking 😊 permitindo uma entrega rápida aos seus fornecedores e clientes, otimizando estoque e aprimorando o carregamento para um transporte mais eficiente.

4) Administrativo e Pessoas

A mão-de-obra é, por fim, uma parte importante da composição dos custos logísticos. Aqui são considerados todas as despesas referentes as pessoas, desde os instrumentos de trabalho até salários, benefícios, encargos da folha de pagamento, das equipes envolvidas, seja no financeiro, na operação, no desenvolvimento e marketing, todos os custos devem ser considerados.

Além da contratação, é importante ter treinamentos para que as equipes estejam sempre atualizadas, prestando a execução com excelência para sua organização.

E como reduzir ou otimizar os custos logísticos?

Redução de custos está atrelada a planejamento eficiente, tecnologia e gestão rápida de processos, então é importante entender quais etapas sua organização tem visibilidade ou também iniciar o mapeamento das áreas em que não haja um acompanhamento mais próximo da gestão. Para iniciar:

1) Faça um bom planejamento logístico

Toda boa execução começa por um bom planejamento. Ter delimitado seu planejamento orçamentário, tributário, metas atingíveis e os processos para chegar a um objetivo fazem toda diferença para uma assertividade na atuação.

Seja com margens de lucro em cada etapa ou atribuições para cada membro da equipe, seu planejamento deve proporcionar melhor controle sobre custos, despesas e investimentos para que não fique apenas no papel e seja praticado dia a dia, tendo a possibilidade de revisões para possíveis cenários e novas perspectivas.

2) Tenha a gestão eficiente de estoque e armazenagem

Um bom fluxo de trabalho permite a troca de informações rápidas entre setores, por isso, o mapeamento de processos é importante para que não haja gargalos na comunicação da logística e da indústria como um todo.

Esse fluxo constante e claro de dados permite que a necessidade de aquisição de matéria-prima seja direcionada, sem desperdícios e que a armazenagem seja otimizada desde a entrada até a saída dos produtos para o transporte de carga, da saída do armazém até a entrega no destino.

3) Otimize seu transporte de cargas

Se o transporte de cargas é o item que tem uma parcela maior na composição dos custos, é para ele que devemos ter um olhar minucioso. Seja na infraestrutura das estradas, o acompanhamento de todo o trajeto da carga, do armazém ao fornecedor, a integridade da carga e segurança, tudo deve ser considerado para que haja melhor otimização do transporte.

Como o transporte rodoviário tem maior escoamento, é importante contar com tecnologias que facilitem e, até mesmo, ajudem a driblar a falta de infraestrutura nas estradas, por isso, é importante acompanhar todo seu transporte para que sejam identificadas melhorias e otimizações, seja de segurança, de tempo de entrega que auxiliam na redução de custos.

4) Tenha mais visibilidade de toda sua logística

O que não medimos, não conseguimos otimizar, logo, é importante ter visibilidade de toda sua operação logística. Se os processos não funcionam da forma que deveriam, em expectativas reais, se o seu estoque ou transporte estão tendo problemas constantes que se repetem, é importante que sejam sanados para que processos sejam otimizados.

Utilize indicadores, análises da sua logística e processos simples, mas robustos, que atendam todas as suas necessidades e que sejam aplicáveis a sua realidade. Além disso, revise isso esporadicamente para que, assim, sua operação esteja sempre dentro das melhores práticas e otimizações necessárias.

Tecnologia aliada à redução de custos logísticos

A indústria 4.0 também necessita de uma logística 4.0. Os processos têm se tornado cada vez mais digitais, a movimentação de cargas e o transporte rodoviário, também. Seja pela emissão de documentos logísticos, como o CTe de maneira rápida, o acompanhamento do trajeto do motorista no transporte rodoviário e o informe de carregamento e descarregamento também digital, vemos uma transformação digital na logística.

Isso beneficia principalmente a indústria, que diminui suas perdas, otimiza processos e, consequentemente, reduz custos. Por exemplo, se a sua armazenagem for mal condicionada, a movimentação de mercadorias pode atrasar o carregamento do caminhão. Se a emissão de CTe for demorada, seu caminhão é liberado depois do horário previsto, acarretando possíveis atrasos.

Quer saber como um software logístico te ajuda na redução de custos logísticos? Aqui na CargOn, temos soluções que vão desde a publicação da sua carga, até a emissão de documentação, monitoramento da sua viagem e análise da sua operação. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossa plataforma.

-> O propósito da CargOn é facilitar a logística para as pessoas.

-> Conheça nossas soluções e o que podemos fazer por você e seu negócio.

-> Baixe nosso app na Play Store e App Store!

Compartilhe essa postagem

Deixe aqui seu e-mail

Enviaremos novidades e atualizações sobre o mundo logístico

    Mais em nosso blog

    Tracking na logística: o que é e qual a importância no rastreamento de cargas

    Ter uma visibilidade completa da logística é essencial para garantir um processo mais eficiente. Nesse sentido, o tracking é uma solução que permite monitorar e rastrear o fluxo das cargas de ponta a ponta. Com isso, o tracking acaba sendo uma opção para acompanhar o passo a passo do processo logístico, como a saída do centro de distribuição. Ou seja, em caso de imprevistos, a empresa pode tomar medidas no sentido de resolver o problema.

    SXSW faz apelo por “descarbonização”

    Há algumas semanas aconteceu mais uma edição do South by Southwest, o famoso SXSW. Trata-se de um dos principais eventos do mundo sobre inovação, tecnologia e criatividade, que ocorre anualmente no Texas, Estados Unidos. O SXSW se tornou rapidamente um importante ponto de encontro para profissionais que trabalham com cultura digital, entretenimento, tecnologia e mídia. O relato de todos os que participam é de que o networking lá é sensacional e a mentalidade é totalmente voltada para a inovação…