Os desafios da logística portuária e sua importância

Os desafios da logística portuária e sua importância

Embora o foco da CargOn seja o transporte rodoviário, os demais modais também fazem parte do cenário logístico do Brasil, pincipalmente a logística portuária, se tratando de um país continental. E entender os desafios, vantagens e desvantagens dos transportes aéreo, ferroviário, portuário (de longo curso ou de cabotagem) nos dá uma visão mais ampla de todo o mercado.

O profissional de logística no Brasil, em especial os que trabalham fora dos principais eixos, precisam montar um verdadeiro quebra-cabeças entre os modais para fazer sua carga chegar do ponto A ao ponto B.

O transporte de grãos, por exemplo, pode começar por caminhão do local da colheita até os silos da cooperativa, de onde pode seguir de trem até o porto. Daí, embarcar para qualquer lugar do mundo, onde iniciará uma nova sequência de transbordos entre os modais do país de destino.

Logística Portuária no Brasil

A logística no Brasil começou nos portos. É fácil entender o porquê. Tudo que se consumia em terras brasileiras era embarcado na Europa e trazido de navios, em uma viagem de pelo menos um mês.

E estes voltavam com as mercadorias produzidas pelo Brasil Colônia para comercialização na Metrópole. Até 1808, os principais portos brasileiros eram o de Salvador e do Rio de Janeiro.

Em 1808, com a vinda da família Real e a elevação do Brasil à Reino Unido de Portugal, os portos foram abertos às nações amigas. A partir daí, começaram a ser utilizados por navios de várias bandeiras, principalmente a inglesa.

Em 1846, Visconde de Mauá começa a fomentar a até então inexistente Marinha Mercante Brasileira a partir da Ponta da Areia, no Porto de Niterói.

Pelas conquistas de conectar vários pontos do Brasil com a cabotagem e ainda traçar rotas com Europa, América do Norte e Atlântico Sul, Visconde de Mauá é hoje o patrono da Marinha Mercante Brasileira.

Porto de Santos

Já havia atividade portuária onde hoje se encontra o Porto de Santos desde o século XVII. Mas foi como o ciclo do café que ele se transformou no maior porto do Brasil. Toda a produção cafeeira vinda do interior paulista escoava até o litoral, sendo embarcado e exportado para os principais mercados consumidores de todo mundo.

Com o crescimento da capital paulista como o maior centro urbano do Brasil, o Porto de Santos continuou com seu alto trânsito de mercadorias para abastecer tanto a cidade de São Paulo, como todo o sul e sudeste. A abrangência do Porto de Santos corresponde a quase 70% do PIB do Brasil.

E estima-se que 25% do comércio exterior brasileiro passe por suas docas.

Muito mais que Santos

Embora os números do Porto de Santos impressionem, não se pode resumir o cenário portuário a ele. Entre públicos e privados, o Brasil conta com mais de 40 portos abertos a negócios para quem quiser utilizar seus serviços.

A seguir, a tabela com os portos de destaque, localização e principais cargas transportadas.

PortoLocalizaçãoPrincipais Mercadorias
Porto de SantosSantos, São PauloGrãos, automóveis, álcool, mercadoria final
Porto de NavegantesNavegantes / Santa CatarinaMadeira, Grãos, Motores, Têxtil, Pisos Cerâmicos
Porto de ItajaíItajaí / Santa CatarinaMadeira, Grãos, Motores, Têxtil, Pisos Cerâmicos
Porto de SantanaSantana / AmapáMinério,   Madeira
Porto de ParanaguáParanaguá / ParanáFertilizantes, Papel, Madeira, Grãos, Automóveis
Porto de SalvadorSalvador / BahiaMinérios, Petroquímicos, Granito, Frutas, Metal-Mecânico

Porto de Paranaguá

Como visto na tabela acima, o porto de Paranaguá, situado no estado do Paraná, concentra o transporte de diversas cargas. Mas o destaque fica por conta dos produtos agrícolas, principalmente a soja em grão e o farelo de soja.

É considerado o maior porto exportador de produtos agrícolas do Brasil e em 2020 apresentou mais de 57 milhões de toneladas de movimentação de produtos. Sendo exportados 14,2 milhões de toneladas de soja, 5,4 milhões de toneladas de farelo de soja e 2,5 milhões de toneladas de milho.

Os números de produtividade que o porto tem alcançado são referência para o país e a CargOn compartilha da sua cultura, promovendo soluções tecnológicas para resolver problemas logísticos. Confira aqui.

Desafios da Logística Portuária

Os desafios são imensos, abundantes e principalmente antigos. Além da alta burocratização característica de nosso país, dificultado ainda mais pela forte presença do Governo na administração dos portos, o mercado portuário ainda enfrenta os gargalos logísticos, que seguram sua produtividade.

É comum vermos notícias das filas de caminhões parados no entorno dos portos, aguardando sua vez para descarregar mercadoria. E do outro lado, a fila de navios aguardando espaço para atracar e embarcar essa mercadoria, dificultando muita a logística portuária.  

Como toda a estrutura portuária brasileira é relativamente nova, há muito o que se fazer. Um bom exemplo a ser seguido é o próprio Porto de Paranaguá, que já chegou bater recorde de fila, e hoje com a automatização implantada já se tornou referência em organização no Brasil.

Outro desafio do sistema portuário, principalmente em relação ao comércio exterior é a oscilação do câmbio. Como os fretes são precificados em dólar e por se tratar de um mercado extremamente dinâmico, há certa imprevisibilidade nas cotações, dificultando ações de longo prazo tanto das empresas consumidoras quanto dos operadores da logística.

Entre em contato conosco clicando aqui e saiba mais sobre os serviços de nosso aplicativo e o monitoramento de operações!

-> O propósito da CargOn é facilitar a logística para as pessoas.

-> Conheça nossas soluções e o que podemos fazer por você e seu negócio.

-> Baixe nosso app na Play Store e App Store!

Compartilhe essa postagem

Deixe aqui seu e-mail

Enviaremos novidades e atualizaçãoes sobre o mundo logístico

Mais em nosso blog