16 de fevereiro de 2021

CIF e FOB: entenda conceitos e diferenças entre os dois tipos de frete

CIF FOB

compartilhe

Elaboramos este artigo para te ajudar a entender o que é frete CIF e frete FOB, suas características, vantagens e quais são as diferenças entre eles.

Na hora da contratação do frete alguns pontos além do preço cobrado devem ser analisados, um deles diz respeito às condições de pagamento

— é preciso determinar quem será o responsável pelo serviço e seus custos.

Os conceitos de frete CIF e frete FOB servem justamente para elucidar essas questões. Ao longo deste artigo iremos explicar o significado dessas siglas e como é o funcionamento de cada uma dessas modalidades de frete. Vamos lá?

CIF: significado, responsabilidades e custos

CIF vem da sigla Cost, Insurance and Freight, que em português significa custo, seguro e frete. Ou seja, a responsabilidade de quem vende o produto vai até a entrega do mesmo em seu destino final.

Sendo assim, todo o transporte da mercadoria é de inteira responsabilidade do vendedor, incluindo riscos e custos. O comprador não precisa se preocupar com nada além de receber o seu produto no endereço escolhido.

Ainda sobre os custos, geralmente o valor do frete já está incluso no valor final total do produto, sem precisar vir discriminado na nota fiscal.

Este tipo de frete é mais comum em negócios B2C (business to consumer) — e por isso comumente utilizado no e-commerce — ou para um volume elevado de remessas para clientes diferentes.

Isso acontece principalmente pela dificuldade e inviabilidade de organizar a retirada de centenas ou milhares de mercadorias via frete FOB.

Como no CIF a responsabilidade sobre os custos de envio é da empresa fornecedora, os riscos também devem ser gerenciados por ela. A responsabilidade só acaba quando a entrega é realizada no local definido pelo comprador.

Outro ponto importante a ser considerado é sobre o monitoramento dos envios. Quando uma empresa se compromete a entregar mercadorias, é essencial possuir uma solução de rastreamento dos pedidos.

Desse jeito, além de monitorar o status e montar ações para possíveis problemas com maior rapidez e eficiência, pode-se também adotar a prática de notificação proativa.

FOB: significado, responsabilidades e custos

A sigla FOB, também vinda do inglês, significa “free on board”, que traduzida para o português quer dizer “livre a bordo”.

Neste tipo de frete toda a responsabilidade pelo transporte do produto é do cliente — o que inclui todos os riscos e os custos. Ou seja, a responsabilidade do embarcador vai somente até o despacho das mercadorias.

Do ponto de vista do vendedor, o FOB é uma ótima alternativa, já que a sua responsabilidade sobre a entrega termina antes, assim que é feito o despacho.

No frete FOB, diferente do CIF, o custo pelo transporte não está embutido no valor total da mercadoria e é o cliente quem realiza o pagamento, tanto do frete quanto do seguro das mercadorias enviadas. Por isso, o valor vem discriminado na nota fiscal.

Este tipo de frete, que é organizado pelo destinatário, é comumente utilizado em entregas B2B (business to business), principalmente quando se trata de cargas de valor alto que encarecem o custo do frete.

Nesses casos, quem realiza o pagamento tanto do frete quanto das mercadorias é o próprio cliente.

Um exemplo prático para ilustrar o FOB é o “frete a pagar” dos Correios, em que, independentemente de quem contrata o serviço, quem faz o pagamento é o cliente final na hora de receber a mercadoria.

Quando usar cada frete – CIF e FOB

Quem trabalha vendendo diretamente para o cliente final sabe que ele tem pouca prática com transporte de cargas, às vezes, não tem nenhuma.

Por isso e por todas as características citadas anteriormente no artigo, o CIF é a melhor opção nesses casos.

Mesmo que o valor final do produto seja um pouco maior para o cliente, é preferível que o fornecedor tenha a responsabilidade por todo o transporte da mercadoria. Além do mais, isso significa oferecer valor agregado ao produto e pode te diferenciar no mercado.

Porém, se o destinatário for uma empresa, é bem provável que todos os trâmites e burocracias que envolvem o transporte de carga sejam conhecidos e que o cliente tenha parcerias com transportadoras que ofereçam vantagens econômicas. Neste caso, a melhor opção de frete é o FOB.

Em suma, muitas são as diferenças entre os fretes CIF e FOB, mas fundamentalmente estão relacionadas às responsabilidades sobre o frete: contratação de transporte, custo do frete e responsabilidade pela carga.

E aí, este post foi útil para você?

Conseguiu entender a diferença entre CIF e FOB?

Se ainda restou alguma dúvida sobre o tema ou se quiser deixar a sua opinião sobre o artigo, deixe seu comentário e vamos bater um papo!

Assessoria e mentoria

Integrações